News: Roberta Campos apresenta “Todo Caminho é sorte” em Fortaleza e Natal

untitled

Todo caminho é sorte. A cantora e compositora mineira Roberta Campos – um dos novos nomes do time de grandes cantoras da MPB – sabe disso. Tanto que escolheu esta frase para nomear seu quarto CD. E a sorte – aliada à delicadeza de suas canções e de seu modo de cantar – apareceu em seu caminho. “Todo Caminho é Sorte” (Deck Disc) foi indicado a Melhor Álbum de MPB do Grammy Latino 2016, e a faixa Minha Felicidade é o tema de abertura da novela das seis da TV Globo, Sol Nascente, além de tocar nas principais rádios do país. Com realização da Opus e Estreia Produções, as apresentações acontecem no dia 27 de maio, no Teatro RioMar Fortaleza (CE) e 28 de maio, no Teatro Riachuelo (RN)Confira o serviço completo abaixo.

Com mais de 200 composições no currículo – entre elas “De Janeiro a Janeiro”, composição sua gravada com Nando Reis, que já atingiu a marca de 30 milhões de visualizações no YouTube, além de ter sido primeiro lugar em rádios de todo o Brasil -, Roberta é autora de grandes sucessos de trilhas de novelas: “Varrendo a lua” (Malhação – TV Globo), “Sete Dias” (Amor Eterno Amor – TV Globo), “Felicidade” (Além do Horizonte – TV Globo), “De Janeiro a Janeiro” (Sangue Bom – TV Globo).

Além de lançar seu novo CD, “Todo Caminho é Sorte”, Roberta estreou como escritora, com seu primeiro livro poesias, “Tudo que pertence ao meu futuro e ao seu” (Ed. Matrix).

TODO CAMINHO É SORTE

“Roberta Campos lança “Todo Caminho É Sorte”, seu quarto álbum (terceiro lançado por uma gravadora, a Deck). E (…) é justamente com aquela mesma pureza essencial – sem truque e nem maquiagem – que a cantora mineira constrói o novo trabalho. (…) ela continua em sua busca por preservar nas canções algo do espírito com que elas nasceram. Ainda se vale do impulso dos primeiros tempos, onde o que importa mesmo é o “registro de meus pensamentos e sentimentos”.  Marcus Preto

“Em Todo caminho é sorte, a cantora e compositora segue sua trilha autoral de afeto com passos lineares, sem querer impressionar ou pegar atalhos que, no caso, poderiam soar modernosos. No disco produzido por Ramos, Campos apresenta boa coleção de doces canções que versam sobre amor (e eventualmente a falta dele) e sobre natureza em clima zen, positivo.(…) Os passos musicais de Roberta Campos nunca são tortos. Todo caminho é sorte é mais um passo linear – mas firme em sua paradoxal suavidade e dado sem sobressaltos – na estrada ensolarada e amorosa seguida pela artista de janeiro a janeiro”. Mauro Ferreira

“Todo Caminho é Sorte” traz 12 faixas, todas de autoria de Roberta, com produção de Rafael Ramos. O disco conta com a participação de Marcelo Camelo e Marcelo Jeneci, além da primeira parceria de Fernanda Takai e Roberta Campos. As gravações de “Todo Caminho É Sorte” se dividiram entre os estúdios 12 Dólares (São Paulo) e Tambor (Rio de Janeiro).


ROBERTA CAMPOS
A mineira Roberta Campos se recorda de sentir paixão pela música ainda criança, com apenas quatro anos. Por muito tempo esse amor foi alimentado por uma brincadeira de cantar acompanhando os encartes dos discos de seus tios. Aos 11 anos, ganhou seu primeiro violão e sozinha aprendeu a tocar.

Logo, Roberta começa a se apresentar em eventos da escola em que estudava.  Com 18 anos, monta sua primeira banda. Em 1999, largou seu trabalho, estudou canto por oito meses e montou uma nova banda em Sete Lagoas, Pop Troti, com a qual se apresentou em diversas cidades da região durante três anos. Em 2003, deixou a banda e em 2004 mudou-se para São Paulo.

Em 2008, gravou sozinha, em casa, seu primeiro CD, “Para Aquelas Perguntas Tortas”, no qual cantou, tocou, compôs e produziu. Postou algumas músicas no MySpace e começou a ganhar fãs. A faixa “Varrendo a Lua” entrou na programação de rádios do segmento. Aos poucos, sua música delicada e cheia de personalidade foi conquistando mais gente.

A música chegou aos ouvidos dos produtores da Deck que chamaram Roberta para gravar um novo álbum, desta vez acompanhada de grandes profissionais e com a participação especial de Nando Reis em “De Janeiro a Janeiro”. “Varrendo a Lua” foi lançado em 2010 e abriu caminho para a carreira de Roberta. Músicas como a que dá o nome ao CD e “Mundo Inteiro” viraram hits e são cantadas em coro pelo público em cada apresentação. “De Janeiro a Janeiro” também ficou no Top 10 das rádios do segmento e está na trilha sonora da novela “Sangue Bom”.

Em 2012, Roberta entra em estúdio com Marcos Suzano e o baixista Dunga para gravar o álbum “Diário de Um Dia”. É um disco com muitas cordas e menos guitarras, no qual as duas canções que tiveram guitarra foram gravadas por Davi Moraes. Roberta gravou neste álbum uma canção de Paulinho Moska, chamada “Meu Nome é Saudade de Vc”, “Carne da Boca” de Frejat com Mauro Sta. Cecília e Guto Goffi e “Quem Nos Dera” de Zélia Duncan e Leoni. A canção “Sete Dias” de Roberta Campos em parceria com Danilo Oliveira entrou na novela global “Amor Eterno Amor”.

Seja cantando suas próprias canções ou interpretando músicas de outros artistas, a personalidade de Roberta sobressai. Assim são suas versões de “Vinte Nove” (Legião Urbana), “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor” (Márcio Borges e Lô Borges) e “José” (de Georges Moustaki, na versão de Nara Leão), esta parte da trilha de “Amor e Revolução”, nova novela do SBT.

Em agosto de 2014, Roberta lançou o EP “Maior Que o Mundo”, com o single que dá nome ao EP e que tocou em todas as rádios do Brasil. A canção “Maior Que o Mundo” é uma versão em português do sucesso de Ed Sheeran, “Lego House”. Também em 2014, teve a canção “Eu Era Feliz”, gravada no disco do Pato Fu. A composição é de autoria de Roberta em parceria com Ricardo Koctus e John Ulhoa, integrantes do Pato Fu. Nando Reis também gravou “De Janeiro a Janeiro” em seu DVD, gravado em Belo Horizonte, assim como o grupo Nenhum de Nós, que gravou composição de Roberta e Thedy Correa em seu mais recente CD, com participação especial da cantora.

Foto: Patricia Ribeiro

Duração: 120min. 

Classificação: Livre

Realização: Estreia Produções e Opus Promoções

DIA 27 DE MAIO, NO TEATRO RIOMAR FORTALEZA (CE)

DIA 28 DE MAIO, NO TEATRO RIACHUELO (RN)

FORTALEZA (CE)

Dia 27 de maio
Sábado, às 21h

Teatro RioMar Fortaleza (Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 – Shopping RioMar Fortaleza – Papicu / Fortaleza – CE)
www.teatroriomarfortaleza.com. br

INGRESSOS:

Setor

Valor

 Meia-Entrada

Plateia Alta

R$ 100,00

 R$ 50,00

Plateia Baixa B

R$ 120,00

 R$ 60,00

Plateia Baixa A

R$ 140,00

 R$ 70,00

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s