Cinema: “(DES)ENCONTROS”, A NOVA COMÉDIA ROMÂNTICA DE CÉDRIK KLAPISCHI ESTREIA EM 03 DE OUTUBRO

O diretor Cédric Klapischi sempre explorou a pluralidade do mundo em suas obras, e depois de muito tempo, voltou a filmar em Paris para o seu novo trabalho, “(Des)encontros”, que chega aos cinemas do Brasil no dia 3 de outubro.  Ele explica “Eu queria retratar Paris de hoje. Paris mudou substancialmente e não filmo minha cidade há muito tempo. Eu queria fazer um filme simples, sobre duas pessoas solteiras no tempo das mídias sociais. Observar o que mudou. Utilizar a internet e as redes sociais constroem laços? A solidão é a mesma agora que era quando eu filmei “O Gato Sumiu”? A avaliação mais comum na mídia é de que vivemos um período de tensão, depressão, ódio e conflito. Eu senti que esse tipo de momento exigia falar sobre a necessidade de amor. Quando tudo está dando errado no mundo, por que ainda existe esse desejo profundo de encontrar alguém, essa ‘força da atração’? ”

Na história, dois jovens na faixa dos 30 anos, Rémy e Melánie, são vizinhos, mas não se conhecem. Ambos tentam vencer a solidão da cidade grande no mundo moderno. Enquanto ele não tem animo para conhecer novas pessoas, ela multiplica seus encontros nos aplicativos de relacionamento. Dois indivíduos, dois destinos. Sem saber, seus caminhos os levam na mesma direção.

Cédric Klapischi já trabalhou com os maiores atores da França, como Audrey Tautou, Cécile de France, Romain Duris, Gilles Lellouche e Juliette Binoche, e em “(Des)encontros”, traz de volta os atores de seu filme anterior “O Que Nos Liga”. Remy é interpretado por François Civil, uma das sensações do cinema francês atual, que somente em 2019 estrelou 3 filmes (‘Alerta do Lobo’, ‘Amor à Segunda Vista’ e ‘Quem Você Pensa que eu Sou’), enquanto Melánie ganha vida através de Ana Giradot, atriz de destaque na série ‘Les Revenants’. Kaplisch escreveu o roteiro com os jovens em sua mente, e nunca considerou outros atores para esses papeis.

(Des)encontros é o 13º longa-metragem do diretor, e será distribuído no Brasil pela Imovision.

SOBRE O DIRETOR 
Cédric Klapisch nasceu em Neuilly-sur-Seine, na França,  em 4 de setembro de 1961. Cineasta, produtor e roteirista, estudou cinema na Universidade Sorbonne Nouvelle e na Universidade de Nova Yor. Nos anos 80, realizou curtas-metragens como “In Transit (1986)” e “Ce Qui Me Meut (1989)”.
Em 1992, Klapisch filmou seu primeiro longa-metragem, “Riens du Tout”. Um ano depois, um canal de TV pediu que ele fizesse um filme sobre a vida no ensino médio ambientado em 1975, “Idade Perigosa”. O filme tinha um orçamento muito pequeno e apresentava Romain Duris e Vincent Elbaz, que se tornariam dois de seus atores favoritos. O filme fez um enorme sucesso quando transmitido pela TV, e foi lançado nos cinemas dois anos depois.
Em 1996, Klapisch ganhou reconhecimento internacional com seus filmes “O Gato Sumiu” e “Odeio te Amar”, uma adaptação da peça de teatro francesa dos roteiristas Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri.
Um de seus filmes mais conhecidos foi realizado em 2002, “O Albergue Espanhol”, filmado na Espanha com baixo orçamento, mas se tornou um de seus maiores sucessos de bilheteria. Ele planejou três partes para essa história, que estrou “Bonecas Russas” em e “O Enigma Chinês” em 2013.  Neste meio tempo, estreou “Paris” em 2008, com Fabrice Luchini, Romain Duris e Juliette Binoche no elenco.

SOBRE A DISTRIBUIDORA 
Presente no Brasil há 30 anos, a Imovision vem se consolidando como uma das maiores incentivadoras do melhor cinema mundial na américa latina, tendo lançado mais de 500 filmes no Brasil.
Criada pelo empresário Jean Thomas Bernardini, a distribuidora tem em seu catálogo, realizações de consagrados diretores estrangeiros e brasileiros, e filmes premiados nos mais prestigiados festivais de cinema do mundo, como Cannes, Veneza e Berlim.
Mantendo seu foco em títulos de qualidade, a Imovision fortificou o cinema francês no Brasil e foi a responsável por introduzir cinematografias raras e movimentos internacionais expressivos no país, como o Movimento Dogma 95 e o Cinema Iraniano.

(DES)ENCONTROS 
FICHA TÉCNICA 
Título Original: Deux Moi
Direção e roteiro: Cédric Klapisch
Produção: Cédric Klapisch, Bruno Levy
Fotografia: Elodie Tamtam
Edição: Valentin Féron
Direção de arte: Cyril Péré
Música: Nicolas Bouvet
Figurino: Anne Scotthe
Gênero: Comédia Romântica
França, 2019
Cor | Duração: 110 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Elenco: François Civil, Ana Girardot, Camille Cottin, François Berléand, Pierre Niney

Sinopse: Rémy e Melánie são vizinhos, mas não se conhecem. Na faixa de seus 30 anos, ambos tentam vencer a solidão da cidade grande no mundo moderno. Enquanto ele não tem animo para conhecer novas pessoas, ela multiplica seus encontros nos aplicativos de relacionamento.
Dois indivíduos, dois destinos. Sem saber, seus caminhos os levam na mesma direção… seria essa uma história de amor?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s