Dia da decoração: como garantir a montagem correta dos móveis?

Especialista explica a importância da contratação de um profissional especializado

A pandemia fez com que a maioria das pessoas passasse mais tempo em casa e criasse um vínculo diferente com o seu lar e todos os seus cômodos. O número de compra de móveis, por exemplo, crescesse 207% em 2020, segundo levantamento do Compre&Confie e não parou por aí. De acordo com relatório encomendado Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário), a venda de móveis no varejo somou R$ 8,6 milhões em junho de 2021, fechando o crescimento acumulado do primeiro semestre de 11,3%, a mais que o mesmo período do ano passado.

Os brasileiros estão decorando suas casas e modificando os espaços para deixar a casa funcional e com a personalidade de cada um. O home office trouxe a necessidade e a possibilidade das pessoas, principalmente das grandes cidades, de decorarem as suas casas.

Porém, o que poderia ser uma tarefa prazerosa, pode se tornar um grande transtorno, uma vez que muitas pessoas decidem montar e instalar sozinhas os móveis e acabam danificando e estragando a mobília. Geraldo Rigoni, CEO e fundador da Achei Montador, e-commerce especializado em montagem de móveis explica que essa prática, apesar de comum, pode trazer um aborrecimento imenso para o cliente. “O consumidor vê o manual de montagem e acha que é simples, mas não é tanto assim. A montagem errada e o manuseio grosseiro das peças podem danificar a peça e, dependendo do estrago, ele perde a garantia e fica sem a mobília desejada”.

Para montar o móvel é preciso de várias ferramentas, paciência, além de saber como priorizar a ordem de montagem. “O manual só é fácil para quem já tem experiência. Além disso, existem mobílias impossíveis de serem montadas sozinho, é preciso uma equipe com duas ou três pessoas para evitar que as partes sejam amassadas, marcadas ou riscadas”, completa Rigoni.

Além disso, ao danificar o produto após a entrega, o consumidor pode não ser ressarcido pelo dano e quando consegue a troca do móvel, precisa esperar ainda mais tempo para usar o produto em sua casa. “O dano é inconveniente para o comprador e para o lojista. Para o comprador que terá que esperar mais pela mobília e para o lojista que terá que deslocar uma equipe para fazer a retirada do material”, explica Geraldo.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s