Cinema: THOR – AMOR E TROVÃO

Chega hoje aos cinemas de todo o Brasil, “Thor: Amor e Trovão”, da Marvel Studios. No longa o Deus do Trovão embarca em uma jornada diferente de tudo que já viveu – uma jornada de autoconhecimento. Contudo, sua busca é comprometida por um assassino galáctico conhecido como Gorr, o Carniceiro dos Deuses, que deseja a extinção dos deuses. Para combater essa ameaça, Thor pede a ajuda da Rei Valquíria (Tessa Thompson), de Korg (Taika Waititi) e da ex-namorada Jane Foster (Natalie Portman), que – para surpresa de Thor – inexplicavelmente empunha seu martelo mágico, o Mjolnir, como a Poderosa Thor. Juntos, eles se lançam em um terrível aventura cósmica para desvendar o mistério da vingança do Carniceiro dos Deuses e detê-lo antes que seja tarde demais.

Crítica

Thor: Amor e Trovão causou bastante empolgação quando Natalie Portman apareceu empunhando o Mjolnir ao lado de Taika Waititi e Chris Hemsworth na San Diego Comic-Con de 2019 e depois quando anunciaram Gorr, o Carniceiro dos Deuses como o vilão do filme. Porém, mesmo acertando na estética do vilão e da heroína, o novo filme de Taika Waititi não está agradando muito a crítica por não conseguir ter um bom desenvolvimento.

Em “Thor: Amor e Trovão” o principal componente é o humor, mesmo misturando o drama do câncer da Jane Foster com a triste história de Gorr, a comédia é que dá o tom principal do filme, que sem dúvida é o mais infantil do universo MCU. O longa tem uma vibe oitentista, onde tudo é muito colorido, o que agrada muitos fãs saudosistas dos anos 80. Inclusive, a impressão que dá é que o objetivo era agrada a esse público e não apresentar o que o público espera de um filme da Marvel. Pois temos muitas cores neons e uma trilha sonora, repleta de músicas de Guns ‘N Roses.

Tudo isso somado ao excesso de piadas e a falta de conexão do roteiro com outras produções do estúdio pode revoltar muitos fãs da Marvel. Pois já faz tempo que esses filmes não se sustentam sozinhos e precisam sempre de várias explicações que aparecem em outros longas do Universo MCU. Já os fãs de Guns ‘N Roses não tem do reclamar!

Outro ponto negativo é o famoso “tempero caótico” do diretor, ou seja, tentar misturar vários gêneros que não funciona dessa vez.

Mas, podemos dizer que no geral a experiência é divertida (destaque para visão da bunda do Thor!) e vale a ida ao cinema.

Ficha técnica

Elenco: Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tessa Thompson, Christian Bale, Taika Waititi, Russell Crowe

Direção: Taika Waititi

Produção: Kevin Feige, Brad Winderbaum                        

Produção Executiva: Louis D’Esposito, Victoria Alonso, Brian Chapek, Todd Hallowell, Chris Hemsworth

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s