Fitness: Os 5 exercícios físicos mais realizados no Brasil

Mesmo em meio a pandemia, aumentou em 88% o número de pessoas que fazem atividade física entre uma e duas vezes por semana, segundo uma pesquisa realizada pelo site RunRepeat.com. Entre quem se exercita até três vezes por semana, a alta foi de 38%, ao contrário daquelas que realizam quatro vezes ou mais, que caiu 14% em média.

Com cerca de 500 mil alunos e uma crescente base de professores, a startup MFIT Personal, que oferece a organização do dia a dia online para personal trainers, realizou um levantamento para saber quais são os exercícios mais praticados no Brasil. Dessa forma, Renato Lima*, estrategista de marketing da empresa, elencou abaixo os cinco destaques. Confira:

  1. Cadeira Extensora

Movimento clássico da musculação, o aparelho pode ser executado por alunos iniciantes e avançados e recruta isoladamente os músculos do quadríceps (parte da frente da coxa). Esse trabalho mais focado é importante para o ganho de força e hipertrofia da região.

  1. Esteira

Forma fácil e eficaz de fazer exercício, pois requer pouca preparação física e mantém os benefícios da corrida, como aumento da resistência física, queima de gordura e desenvolvimento de vários grupos musculares, como pernas, costas, abdominais e glúteos.

  1. Mesa Flexora

De fácil utilização, ativa músculos como o bíceps femoral, semitendinoso, semimembranoso e, apesar de menos acionados, os músculos da panturrilha. Como o exercício harmoniza a quantidade de músculos da cadeia posterior com os da cadeia anterior, proporciona mais equilíbrio e ajuda a evitar problemas nas articulações, especialmente no quadril e no joelho.

  1. Leg Press 45 Pés Afastados

Tradicional no treino de membros inferiores, o Leg Press propõe a flexão e a extensão das pernas, de forma segura e fácil execução, além de não exigir equilíbrio. Trata-se de um exercício completo, trabalhando com maior ênfase glúteos, quadríceps (parte da frente das coxas) e isquiotibiais (posteriores das coxas).

  1. Cadeira Flexora

Quando comparado com a cadeira flexora, a menor angulação do quadril faz com que os isquiotibiais tenham uma menor relação de força comprimento. Por isso, é comum que o praticante sinta maior solicitação muscular na porção mais próxima dos joelhos. Proporciona também uma flexão de quadril maior, aumentando a eficiência da relação força e comprimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s