Sustentabilidade: Com expectativa de coletar 350 toneladas de resíduos, Re-ciclo facilita descarte de recicláveis em Fortaleza

Com intuito de impulsionar o descarte correto de resíduos em Fortaleza, a Prefeitura Municipal e o iFood firmaram acordo de cooperação para execução do Re-ciclo, iniciativa gerida pela startup SOLOS e que traz o primeiro modelo de inovação aberta do país para a coleta porta a porta de recicláveis. Para celebrar o início das atividades, foi realizado um evento de lançamento no dia 01 de setembro, na Av. Beira Mar em Mucuripe, com presença do prefeito José Sarto e representantes das organizações participantes.

“Fortaleza parte mais uma vez na frente para ser essa cidade pedagogicamente educada em reciclar o seu lixo, fazer a diferenciação, em parceria com os trabalhadores e as trabalhadoras dessa área da reciclagem,” destaca o prefeito José Sarto, acrescentando que há intenção de que em seguida o projeto seja expandido para toda a cidade.

O presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia, explica que depois da fase piloto inicial, em que algumas associações de catadores testaram os triciclos elétricos, agora entram em uma fase estruturada, com atendimento pela internet e com a coleta feita por associações parceiras que vão operar os triciclos. “Serão 10 triciclos nos cinco bairros, mas, dependendo do engajamento da população, podemos aumentar a quantidade. Além disso, o projeto prevê um auxílio financeiro para os catadores, fruto da parceria com a iniciativa privada, que é um modelo pioneiro no Brasil”, acrescenta.

A etapa “piloto” do projeto terá duração de 12 meses e vai atender 05 bairros da capital cearense: Centro, Praia de Iracema, Meireles, Varjota e Mucuripe. A participação é gratuita, comércios e residências podem solicitar o serviço diretamente no site do Re-ciclo: www.reciclofortaleza.com.br. Além disso, será possível acompanhar todo andamento e avanço da ação pelo instagram do projeto @reciclofortaleza e pelo perfil da startup SOLOS, @alimentesolos. Para esta nova etapa, a projeção é de 350 toneladas de resíduos coletados e uma geração de renda estimada em R$370 mil para os catadores associados.

“O Re-ciclo irá possibilitar ao usuário descartar seus resíduos corretamente a partir de um modelo de delivery. Dessa forma, basta fazer o seu cadastro, registrar seu dia de preferência para coleta e, assim, os catadores associados irão até o endereço indicado buscar os materiais gratuitamente.Tudo que for coletado será destinados para a reciclagem. Por isso é importante os usuários ficarem atentos aos materiais que recebemos”, explica Saville Alves, cofundadora da SOLOS.

O Re-ciclo foi implementado em 2020 com apoio da CAF e GIZ através do TUMI Award e é coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) em parceria com a Secretaria Municipal da Gestão Regional  (Seger), Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), e Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor). Além dos triciclos para coleta de resíduos pós-consumo através de delivery agendado, o projeto busca a ampliação das campanhas de conscientização ambiental e fortalecer ações voltadas à coleta seletiva na cidade. Junto a isso, a iniciativa disponibilizará EcoPontos para que a população possa entregar resíduos recicláveis.

A nova fase do projeto Re-Ciclo conta com a participação da Associação dos Catadores da Rosalina e da Associação Moura Brasil e parceria da foodtech iFood. Para realizar as coletas, serão utilizados triciclos elétricos que melhoram a qualidade do trabalho, aumentam a coleta seletiva e estimulam a ciclologística. Saville Alves, cofundadora da SOLOS, destaca que a iniciativa da Prefeitura Municipal de Fortaleza é um marco para a atuação das startups no Brasil e para o compromisso social sustentável.

A iniciativa ainda contempla a capacitação dos catadores associados, visando a utilização adequada do sistema e a preparação para aumento da capacidade produtiva das associações. A iniciativa deve aumentar em até 5x o volume mensal de materiais nas associações e incrementar em 400% a renda.

“Para o iFood a reciclagem tem papel fundamental no que se refere a ações ambientalmente positivas e é um dos pilares para alcançarmos a meta de zerar a poluição plástica no nosso delivery, até 2025. Vamos evitar o envio de plásticos e investir em opções de embalagens sustentáveis, mas o plástico que não for evitado será 100% reciclado. Sabemos a importância de investir em projetos que, além de incentivar a reciclagem, incluam e educam a sociedade sobre o tema, diretrizes que fazem parte das iniciativas do Re-ciclo e dos demais projetos da SOLOS”, comenta Alexandre Lima, gerente de sustentabilidade do iFood.

A meta da Prefeitura é avaliar os resultados e ampliar o projeto para todos os bairros da cidade, atingindo uma taxa de reciclagem de 50% em oito anos. Atualmente o Brasil recicla, em média, menos de 4%. Cabe ressaltar que a média nacional acende um alerta para a necessidade de soluções sustentáveis para sensibilização e conscientização da sociedade para despertar sensações e influenciar mudanças de comportamento.

Saville afirma que com a participação da SOLOS no projeto Re-ciclo, será possível fomentar a ideia de que a reciclagem precisa se tornar um hábito e pode ser feita de forma rápida e prática. “Nosso principal desafio é gerar mais engajamento e participação da população no descarte correto e promover a qualificação e melhoria da renda dos associados”, celebra Saville Alves, cofundadora da SOLOS.

Sobre o Re-ciclo

O Re-ciclo iniciou em 2020, resultado da premiação que Fortaleza recebeu do Desafio Global de Mobilidade Urbana, organizado pela Transformative Urban Mobility Initiative (TUMI), e nasceu da parceria entre a Agência Alemã de Cooperação (GIZ) e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Coordenado pelo Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova), tem execução liderada pela Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger) em parceria com a Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), a Regional 2, a Regional Centro e a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP).

Sobre o iFood

O iFood é uma empresa brasileira de tecnologia referência em delivery online,  que aproxima clientes, restaurantes e entregadores de forma simples e prática. E para proporcionar uma experiência completa a cada um deles, a entrega vai além do delivery. O iFood tem o propósito de alimentar o futuro do mundo, transformando a sociedade por meio da educação e da tecnologia, da segurança alimentar, da inclusão e com um impacto socioambiental positivo.

Com cerca de 65 milhões de pedidos mensais, o iFood atua com inteligência de negócio e soluções de gestão para promover e desenvolver um ecossistema de mais de  300 mil estabelecimentos cadastrados, 200 mil entregadores conectados em mais de 1700 cidades em todo o Brasil. Há 11 anos no mercado, atua também em frentes de negócios complementares à sua cadeia, como mercado, fintech e benefícios, unindo tecnologia e conveniência na entrega de soluções aos parceiros. O iFood conta com importantes investidores, como a Movile, líder global em marketplaces móveis, e a Just Eat, uma das maiores empresas de pedidos online do mundo.  Por meio do portal de notícias da empresa, o iFood News, são repercutidos os principais temas da atualidade e da Nova Economia, conteúdos sobre negócios, cases e tendências sobre inovações no país e no mundo.

Sobre a SOLOS

Fundada em 2018, a SOLOS promove o descarte correto de embalagens, a partir da inclusão de cooperativas de reciclagem, através das ações lideradas e estruturadas com grandes parceiras, como: iFood, Braskem, Nubank, Owens Illinois, Ambev, Heineken, Coca-Cola, Basf, Sebrae. Como estratégia para disseminar de forma ampla e para os mais diversos públicos, a SOLOS tem parcerias com prefeituras de grandes capitais brasileiras e cooperativas como: Cooperaguary, CAEC, Cooperbari, Camapet, Coopama, Chocolatão, Coopercarga. Outros exemplos de parceiros da startup são: a Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (LIMPURB), a Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência, a Secretaria do Meio Ambiente de Salvador e o Ministério Público.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s