Cultura: Fotógrafa cearense lança exposição em restaurantes do Grupo Coco Bambu

Descobrir paisagens, mostrar as belezas de diversos países, assim como a cultura dos mais variados povos por meio da fotografia, tem sido o trabalho dos últimos oito anos da fotógrafa Ingrid Barreira, que já percorreu mais de quarenta países como Irã, Indonésia, Uganda, Cingapura, Myanmar, Namíbia, Tanzânia, Tailândia, China e Mongólia.

Agora a fotógrafa mostra as belezas do litoral do Nordeste e da Floresta Amazônica nas paredes dos restaurantes Coco Bambu, espalhados em todo o Brasil. 

“ O Brasil, país de extensão territorial continental, possui uma riqueza imensurável de belezas naturais, então poder mostrar através do meu olhar as praias do Nordeste e a nossa linda floresta amazônica nos restaurantes Coco Bambu, de Norte a Sul do Brasil, é um privilégio”, ressalta Ingrid.

Os QR Codes nas obras expostas nos restaurantes Coco Bambu remetem para o site da profissional, onde poderão ser apreciados os contrastes das diversas culturas, os landscapes e vidas selvagens de países de quatro continentes.

“Cada inauguração de um CB ou um retrofit a emoção pulsa, o impacto de beleza, harmonia e informação que minhas fotografias transmitem são o que me inspiram. Na mostra apresentada nos restaurantes Coco Bambu, há em cada obra o QR Code para acessar o meu site ingridbarreira.art.br”, ressalta.

Quem é Ingrid Barreira

Apaixonada por fotografia, Ingrid Barreira é advogada e procuradora do município de Fortaleza. O que era um hobby logo se transformou em um novo ofício.

Foi a busca pelo belo e desconhecido que motivou a intrépida cearense a desbravar países da Ásia e da África. 

Em vez de olhar somente para fora, Ingrid carrega no coração os registros das praias do litoral do Nordeste, do Sertão do Ceará, do Pantanal e Ilha de Marajó. Seu atual projeto é na Amazônia, em janeiro desse ano fez a sua quinta viagem para registrar a Floresta Amazônica, com retorno já agendado para o segundo semestre de 2022. 

Fez viagens para fotografar o mundo com os fotógrafos Luciano Candisani, Erico Hiller e João Marcos Rosa, fotógrafos da National Geographic. Uma das viagens mais marcantes foi fotografar, pela primeira vez, a aurora boreal, em Whitehorse, Yukon, no Canadá, com o fotógrafo mineiro Cristiano Xavier. 

No Ceará fotografou com o fotógrafo Gentil Barreira, principalmente as fazendas do avô de ambos, o que remete para a sua infância.

Participou de diversas exposições coletivas nas Galerias Imagem Brasil, Museu da Cultura Cearense do Centro Dragão do Mar, Casa D’Alva, Espaço cultural Ana Amélia, BenficArte e exposição individual na Galeria Mariana Furlani, que a representa. Seu trabalho foi publicado na sétima edição da Revista Arte Ceará. Em breve, a mostra estará em exposição individual em Fortaleza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s